Gilberto Cipullo (2008)

Entrevista concedida em 21/11/2008

Voltar

 

Palmeiras Todo Dia: Dr. Gilberto, o PTD agradece por ter nos atendido novamente. Vamos às perguntas: no começo do ano a conquista do Brasileirão era um dos objetivos traçados ou a conquista de uma vaga na Libertadores seria a principal meta por se tratar de um projeto novo, sob o comando do Luxemburgo?

GC: Trata-se de um projeto novo. Estipulamos como meta, estruturar uma equipe forte, com condições de disputar todos os títulos das competições. Sabendo que seria quase impossível ganhar todos, estipulamos que todo o esforço seria feito para ganhar pelo menos. E no Brasileiro, ganhá-lo ou, no mínimo, chegar entre os quatro primeiros. Estamos muito próximos de alcançar o que foi planejado.

PTD: A diretoria Palmeirense conta os 4 títulos do Robertão e Taça Brasil (2 de cada) como um brasileiro? O sr. em particular, acha que esses títulos devem ser reconhecidos como tal? No entender do PTD já somos octa...

GC:  Penso que sim. O chamado Robertão foi na sua forma de disputa efetivamente um brasileiro. A Taça Brasil era o unico campeonato de cunho nacional.Por isto, entendo que os títulos devem ser reconhecidos , sim.

PTD: Analisando o trabalho do técnico Vanderlei Luxemburgo, o que o sr. acha que foi mais positivo e mais negativo durante o ano? A diretoria está satisfeita?

GC:  Consideramos que foi mais positivo que negativo. Como se sabe, é um projeto em início, e toda equipe em formação está sujeita a oscilações.Se atingirmos a Libertadores, as metas estarão plenamente cumpridas.

PTD: No espisódio da tentativa de agressão por parte de um conselheiro ao técnico, quais medidas o clube tomou? O conselheiro foi punido?

GC:  Não houve tentativa de agressão, mas ofensas. Foi aberta uma sindicância, que está apurando o assunto.

PTD: No contrato entre Luxemburgo e Palmeiras, a cláusula de multa em caso de rescisão é mútua?

GC:  A multa é recíproca.

PTD: Em caso de saída do treinador para a seleção, existe multa?

GC: Não

PTD: Falando sobre o atual time do Palmeiras. Na opinião da diretoria o elenco de 2008 era capaz de conquistar todos títulos que o clube disputou?

GC: Como disse acima, a meta foi montar um equipe forte o suficiente para lutar por todos os títulos, embora sabendo que a conquista de todos não seria uma tarefa fácil , até pelo fato de ser ainda uma equipe em formação.

PTD: Jogadores cujos contratos vencem em dezembro; qual a situação de cada um deles? Leandro, Elder Granja, Martinez, Léo Lima, Denílson e Alex Mineiro (falamos do Kléber na próxima pergunta).

GC:  Vamos tratar de todos esses assuntos depois do dia 07, quando faremos uma análise de todo o ano e as perspectivas para o ano próximo. Em principio, a idéia é renovar.

PTD: Assunto Kléber. Ele é o jogador que a torcida mais se identificou em 2009. Quais esforços a diretoria fará para mantê-lo em 2009? A possibilidade da compra dos direitos do atleta é viável sem a ajuda de um investidor ou um novo empréstimo seria a solução?

GC:  Estamos trabalhando em todas as frentes (compra, empréstimo, etc.) O objetivo é fazer todo o esforço possível para ficar com o jogador.

PTD: Em 2007, na entrevista que nos concedeu, o sr. falou sobre a situação finaneira do clube, que naquele momento não era muito boa. A situação melhorou um ano depois?

GC:  A situação melhorou, embora não esteja integralmente saneada. Aumentamos consideravelmente as receitas do clube, mas não conseguimos quitar todos os empréstimos. Ainda no ano próximo, não teremos grande capacidade de investimento.

PTD: Recentemente o clube renovou contrato com Adidas e Fiat. Sem citar valores, apenas porcentagens, eles foram reajustados em quanto?

GC:  Renovamos, por enquanto, com a Adidas. Triplicamos praticamente o contrato anterior, o que demonstra o crescimento do Palmeiras nestes dois últimos anos. Com a Fiat ainda estamos conversando.

PTD: O contrato com a Suvinil será renovado?

GC: A empresa já manifestou interesse nessa renovação. O contrato vence em abril de 2009.

PTD: Reforços: a diretoria já começou a procura por reforços para a próxima temporada? Existe alguma negociação em andamento?

GC:  Já fechamos com o Cleiton Xavier do Figueirense e com o Marquinhos do Vitória. O Keirisson está muito próximo. Estamos analisando outras posições.

PTD: Recentemente fizemos uma pesquisa entre nossos usuários para saber qual jogador eles querem ver no Palmeiras. Disparado deu Alex Cabeção (que está na Turquia). Existe a possibilidade do clube tentar contratá-lo?

GC:  O Alex tem vontade de encerrar a carreira no Palmeiras. Mas no momento é impossível, em função do contrato milionário que celebrou com o clube Turco.

PTD: Arena: como estão as obras? Por que ainda não aconteceu o lançamento da Pedra Fundamental?

GC:  As obras já começaram. Estamos trabalhando nos aspectos burocráticos, Prefeitura, Registro de Imóveis, etc. Quando estes problemas estiverem resolvidos faremos uma solenidade. O importante é deixar a coletividade palmeirense tranqüila, no sentido de que o projeto é irreversível.

PTD: O jornal Folha de S.Paulo divulgou no começo de novembro que os "cofres da WTorre estão vazios em função da crise financeira mundial". Isso atrasaria as obras da Arena. A informação procede?

GC:  Pela posição que nos foi transmitida pela diretoria da empresa está informação não procede. Segundo nos informaram, os recursos para a construção estão reservados.

PTD: Quais as perspectivas da diretoria para a próxima temporada? (futebol, finanças, etc.)

GC:  Como se sabe o Palmeiras está em um momento de definição política. Caso a situação se mantenha, seja pela aprovação do projeto de adaptação do calendário, seja pela vitória em uma eventual eleição em janeiro caso o projeto não seja aprovado, estamos bastante otimistas para o ano próximo.

No futebol, a equipe, que já é boa, será reforçada, tendo grandes probabilidades de novas conquistas.
Os projetos da arena , de modernização da estrutura de marketing, de reestruturação administrativa e financeira, deverão progredir.

Financeiramente, o clube deverá, dentro dos planos, no final do ano de 2009, estar totalmente saneado, recuperando sua capacidade de investimentos.

PTD: Rapidinhas:

- Melhor jogador da temporada: Pela regularidade, Pierre.
- Nota para o time no ano: 8
- Nota para o trabalho do técnico: 8
- Nota para o trabalho da diretoria: a torcida dará
- Melhor momento de 2008: Título Paulista
- Pior momento de 2008: Derrota para o Grêmio
- O rival a ser batido em 2009: os inimigos internos do Palmeiras
- Um título que deseja em 2009: Mundial

PTD: O Palmeiras Todo Dia agradece a atenção. Pedimos que deixe um recado aos nossos milhares de visitantes.

GC: Eu que devo agradecer a oportunidade e é sempre um prazer o contato com vocês. Quero agradecer o apoio da coletividade, e dizer que não existe razão para desânimo e nem para pessimismo. O ano de 2008 já mostrou um crescimento, com um título que há muito não conseguíamos e nossas perspectivas para o ano próximo são excelentes. Vamos nos unir para estas três últimas partidas. A classificação (para a Libertadores) é muito importante para a seqüência do trabalho.

 
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!