Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 02/08/2018 - 21:13h.
Bruno Henrique perde pênalti e Palmeiras empata sem gols com o Bahia em Salvador
No primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, Verdão não sai do zero; definição da vaga será em duas semanas.

Confirmando a escalação treinada por 2 dias pelo auxiliar Paulo Turra, com Deyverson de titular, o Palmeiras iniciou o jogo partindo para cima do Bahia. Logo no primeiro minuto Moisés tentou o passe para Willian, que estaria impedido, mas a defesa bloqueou e a bola sobrou para Dudu frente a frente com Anderson, e assim como havia acontecido contra o Fluminense, o camisa 7 chutou em cima do goleiro.

A chance perdida não desanimou o Verdão, que seguiu em busca do gol. Aos 6 minutos Diogo Barbosa recebeu de Moisés e tentou cruzar para Deyverson, mas a defesa desviou. Aos 14 Dudu conseguiu acionar o centroavante, que finalizou de bicicleta e viu a bola sair à direita do goleiro. Seria um gol espetacular. O Bahia só foi conseguir finalizar aos 16 minutos e numa bola parada: Zé Rafael cobrou falta rente ao ângulo esquerdo.

O jogo era movimentado. Aos 20 minutos Diogo Barbosa levantou na área, Deyverson fez a famosa casquinha e a bola sobrou para Bruno Henrique, que foi travado pelo zagueiro. Na cobrança de escanteio executada por Dudu, a defesa do Bahia não conseguiu afastar mas Felipe Melo e Antônio Carlos também não conseguiram aproveitar.

O gol do Palmeiras parecia próximo. Aos 25 minutos Diogo Barbosa inverteu o jogo para Marcos Rocha que cruzou rasteiro para Deyverson; o atacante finalizou de primeira mas Tiago salvou. Os mandantes responderam aos 27 num rápido contra-ataque puxado por Zé Rafael: o meia avançou desde o campo da defesa após desarmar Moisés e deixou Gilberto em ótima condição para abrir o placar, mas o atacante isolou.

Para não deixar os mandantes se animarem, o Verdão respondeu prontamente: aos 28 minutos Marcos Rocha cruzou na cabeça de Deyverson, que não foi feliz na finalização. A partir dos 30 minutos o Bahia conseguiu ficar mais tempo com a posse de bola, mas só ofereceu perigo à meta de Weverton em bolas paradas, como aos 43, quando Zé Rafael cobrou falta de longe, nas mãos do camisa 21 Palmeirense. E no primeiro tempo foi só.

A etapa final começou com o Bahia quase abrindo o placar: aos 55 segundos Mena cruzou e Gilberto desviou de cabeça, para fora. Aos 5 minutos Edgar Junio arriscou da entrada da área, por cima do travessão. Aos 6 Paulo Turra foi obrigado a mexer pois Willian sentiu um incômodo na coxa esquerda; Artur entrou em seu lugar.

Aos 9 minutos Diogo Barbosa cobrou falta pela esquerda, a defesa do Bahia se afobou e Gregore quase fez gol contra; Anderson fez boa defesa e mandou para escanteio, que não resultou em nada. Aos 11 minutos Felipe Melo cometeu falta a um passo da área, mas Gilberto carimbou a barreira. Aos 15 Edgar Junior arriscou novamente de média distância e Weverton não segurou, mas na sobra Marcos Rocha afastou o perigo.

Melhor em campo, os mandantes voltaram a assustar aos 16, desta vez aproveitando erro na saída de bola do Palmeiras. Elton fintou Felipe Melo e bateu colocado, Weverton espalmou, Gilberto pegou o rebote e foi bloqueado por Bruno Henrique na tentativa de chute.

Para tentar dar mais criatividade ao time, aos 18 minutos Turra trocou Moisés por Scarpa. Aos 19 Diogo Barbosa cobrou falta próxima à área por cima do travessão. Aos 24 minutos Dudu puxou contra-ataque e deu ótimo passe para Artur, que foi derrubado por Gregore dentro da área; pênalti bem marcado e jogador do Bahia expulso. O VAR, no entanto, orientou ao árbitro Anderson Daronco que cancelasse a expulsão, o que foi feito SEIS minutos depois. Quando Bruno Henrique foi autorizado a cobrar a penalidade, acertou o travessão.

A expulsão cancelada e o pênalti desperdiçado animaram o Bahia, que partiu para cima do Verdão. Aos 34 minutos Zé Rafael soltou a bomba, por cima. Para melhorar a marcação no meio-campo, aos 36 Paulo Turra tirou Dudu e mandou Thiago Santos a campo. A partir da entrada do volante, mas também com os mandantes mais cansados, a partida deu uma acalmada.

Aos 42 minutos Deyverson disputou a bola pelo alto e involuntariamente acertou uma cotovelada em Mena, que teve o supercílio aberto. Orientado pelo VAR, Daronco expulsou o atacante Palmeirense. Com 9 minutos de acréscimo e 1 jogador a menos, o Palmeiras conseguiu segurar o resultado até o apito final. A decisão da vaga na semifinal da Copa do Brasil ficou para 16/08, no Allianz Parque.

Domingo (05/08), na estreia de Felipão, o Verdão visita o América-MG pela 17ª rodada do Brasileirão. O jogo será realizado às 16h.

Notícias relacionadas:

- Notas de Bahia 0 x 0 Palmeiras
- Ficha técnica de Bahia 0 x 0 Palmeiras
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!