Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 17/04/2011 - 18:03h.
Mistão do Palmeiras perde em Campias
Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Com um time misto, o Verdão iniciou o jogo num ritmo cadenciado, esperando algum vacilo da Ponte Preta para atacar. Os donos da casa também não mostravam muita disposição ofensiva, o que tornava a partida chata.

A primeira investida do Palmeiras surgiu apenas aos 17 minutos, quando Chico desviou de cabeça cobrança de escanteio, à esquerda. Aos 21, num chute despretensioso de Max Santos, o gol acabou saindo; o goleiro Bruno deixou a bola passar por debaixo de suas pernas, um frangaço: 1 a 0.

A alegria dos Palmeirenses presentes ao estádio Moisés Lucarelli, porém, durou apenas 4 minutos. Aos 25 Leandro Amaro falhou na frente de Márcio; o meia aproveitou e finalizou cruzado, sem chance de defesa para Deola: 1 a 1.

No restante da etapa inicial cada equipe ainda desperdiçou uma boa oportunidade, a Ponte com Márcio num chute forte que Deola viu passar à sua direita, e o Palmeiras com João Vítor, que recebeu ótimo passe de Cicinho mas demorou para finalizar e foi desarmado.

Irritado com a quantidade de faltas que o árbitro não marcou sobre Kleber no primeiro tempo, Scolari sacou o camisa 30 e mandou a campo o garoto Vinícius, que não entrou bem para a disputa da segunda etapa.

Satisfeito com o resultado, que aquela altura assegurava a liderança, o time de Felipão abdicou de atacar, enquanto que a Ponte Preta ainda tentava uma posição melhor na tabela, o que fez eles partirem em busca da virada. Aos 10 minutos Rivaldo errou na frente de Guilherme, que acertou a trave. Aos 14 Lucas chutou de fora; Deola mandou para escanteio.

Aos 30 minutos a Ponte chegou ao segundo gol; após cobrança de escanteio, Renatinho pegou o rebote de fora da área e acertou o canto direito de Deola: 2 a 1. Ciente que mesmo com a derrota o Verdão assegurava um confronto menos complicado nas quartas de final, o técnico Luiz Felipe Scolari mandou seus comandados tocarem a bola, à espera do apito final do juiz.

O segundo resultado negativo do ano impede a quebra de um recorde de invencilbilidade que vem de 1999, mas faz o Palmeiras enfrentar o Mirassol na próxima fase, e não a Portuguesa, evitando um clássico regional.

Antes da partida das quartas de final do Paulistão, o Verdão decidirá seu futuro na Copa do Brasil; o segundo jogo contra o Santo André será às 16h de quinta-feira (21/04), no Pacaembu. Qualquer empate e até mesmo uma derrota por 1 a 0 classificará o time de Felipão para a próxima fase da competição nacional.

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!