Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 16/10/2013 - 23:44h.
Palmeiras coloca o Icasa na briga pelo G4
Time de Kleina volta a jogar mal, doa um gol ao rival e deixa os três pontos no Ceará.

Sem um armador (Felipe Menezes ficou no banco, Marcos Vinícius foi titular na zaga e Marcelo Oliveira atuou como volante), o Palmeiras iniciou o jogo encontrando dificuldades para pasar pela boa marcação exercida pelo Icasa, que por sua vez também pouco criava.

O que melhor aconteceu nos 25 minutos iniciais foi uma sequência de escanteios executados da mesma forma por Wesley; em um deles, aos 5, Marcelo Oliveira resvalou de cabeça para defesa do goleiro João Ricardo.

A partida era medíocre, até que aos 29 minutos a defesa do Palmeiras resolveu torná-la vexatória. Marcelo Oliveira e Marcos Vinícius se atrapalharam para afastar a bola e pressionados por Juninho Potiguar entregaram a ele o gol de presente; Prass ainda tentou fechar o ângulo, mas nada além de um pênalti e uma expulsão poderia ser feito: 1 a 0.

Atrás no marcador, o time do técnico Gilson Kleina tentou reagir. Aos 33 minutos Alan Kardec e Luis Felipe fizeram boa jogada que foi mal finalizada por Ananias. Com mais espaços, o Icasa passou a levar certo perigo nos contra-ataques. Aos 36 Juninho Potiguar cruzou para Tadeu, mas André Luiz o bloqueou antes da finalização.

Aos 37 minutos, após outro vacilo do sistema defensivo Palmeirense, o Icasa quase ampliou, mas o chute cruzado e rasteiro de Roberto passou perto da trave esquerda de Prass. Nos minutos finais o Palmeiras voltou a tentar o empate, chegando mais perto em dois lances de Léo Gago. Aos 41 o volante cobrou falta de longe e quase enganou o goleiro. Aos 42 Léo soltou a bomba de fora da área, mas João Ricardo estava atento.

Nos acréscimos o Verdão ainda pediu pênalti de Guto, que desviou a trajetória da bola com a mão. Na sequência da jogada Ananias ajeitou para Juninho finalizar rasteiro, rente à trave. Logo depois o árbitro encerrou o primeiro tempo em Juazeiro do Norte.

Com Felipe Menezes no lugar de Marcos Vinícius, o Palmeiras voltou para a etapa final mais ligado, e criando logo de cara uma ótima oportunidade para empatar. Aos 3 minutos Luis Felipe cruzou para Marcelo Oliveira, que furou; atrás dele André Luiz concluiu mal.

A empolgação dos Palmeirenses, porém, durou pouco. Aos 6 Luis Felipe falhou na cara de Tadeu (aquele!), que finalizou e exigiu de Prass uma boa defesa. Para tentar se redimir, aos 19 Luis Felipe arriscou da entrada da área, de canhota, mas o chute saiu fraco, nas mãos do goleiro.

Aos poucos o time de Kleina foi voltando a apresentar a mediocridade da etapa inicial. Aos 22 minutos foi a vez de Wesley falhar e proporcionar um contra-ataque a Neilson, que avançou e finalizou mal, por cima. Aliado à péssima apresentação, o Palmeiras também foi prejudicado pela arbitragem, que deixou de expulsar Gilmak e Guto, que se pudessem, teriam batido nas próprias mães.

Para tentar ao menos um pontinho, Kleina ainda promoveu as duas trocas a que tinha direito, mandando a campo Vinícius e Caio, nos lugares de Ananias e Leandro, mas obviamente nada aconteceu. Nos minutos finais o Icasa ainda cavou a expulsão de Juninho, que parou um contra-ataque que seria fatal nos pés de Neilson.

Essa foi a quinta derrota alviverde na Série-B. O time permanece com 65 pontos e ainda precisa de pelo menos mais 3 para sacramentar de vez o retorno à elite.

Sábado (19/10), às 16h20, o Palmeiras vai até Bragança Paulista para enfrentar o Bragantino.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!