Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 09/06/2012 - 23:00h.
Muito preocupante...
Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Sem Valdivia, mas com Felipe e Daniel Carvalho juntos, o Verdão iniciou o jogo tentando pressionar o Atlético-MG, que estreava o meia Ronaldinho Gaúcho. Aos 3 minutos Marcos Assunção cobrou falta, Daniel ajeitou de peito mas Henrique furou. Aos 5 um lance polêmico: Felipe foi derrubado e seu pé estava sobre a linha da grande área, mas o árbitro assinalou falta, que Daniel cobrou na barreira.

Os visitantes só foram chegar ao ataque aos 10, num chute de Jô que saiu à esquerda de Bruno. O lance, porém, deu início a uma reação mineira, que equilibrou o jogo. Aos 15 minutos Marcos Rocha lançou Bernard que tentou de primeira, mas não conseguiu, para sorte do camisa 1 Palmeirense. Aos 21 a principal chance de gol: Cicinho escorregou na frente de Bernard, que invadiu a área e chutou para fora.


Parecia que os poucos torcedores presentes ao Pacaembu presenciariam uma grande partida, mas Palmeiras e Atlético foram perdendo o ritmo, errando muitos passes e deixando seus respectivos treinadores irritados.


Enquanto o time de Felipão sofria com o isolamento de Barcos, o de Cuca tentava explorar as bolas paradas de Ronaldinho Gaúcho, o que tornou o restante da etapa inicial extremamente chata, pois mais nenhum lance de perigo foi criado.


No segundo tempo as duas equipes não mudaram, mas o Atlético conseguiu um gol logo aos 3 minutos. Bernard fez o que quis pra cima de Cicinho e cruzou para Jô, de cabeça, se antecipar a Thiago Heleno: 1 a 0.


O que era ruim, ficou trágico. Sem o menor poder de reação, o time comandado por Luiz Felipe Scolari apenas observava o toque de bola do Atlético, que só não amplicou graças a duas boas defesas de Bruno, uma numa cabeçada de Jô e outra num chute de Bernard.


Nem as três alterações promovidas por Felipão surtiram efeito (Maikon Leite, Mazinho e João Vítor entraram nos lugares de Felipe, Luan e Cicinho). Nos minutos finais o máximo que o time conseguiu criar foram duas bolas na trave em cobranças de falta quase idênticas executadas por Marcos Assunção, muito pouco para um time do porte do Palmeiras, mas infelizmente hoje a única boa jogada dessa equipe, que mais parece um catadão.

Às 21h50 de quarta-feira, dia 13, o Palmeiras vai a Porto Alegre enfrentar o Grêmio pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. Mais sofrimento à vista...

Mais Palmeiras 0 x 1 Atlético-MG:

- Ficha técnica
- Observações e notas
- TV PTD: o gol do jogo
- Classificação atualizada

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!