A REALIDADE POR TRÁS DAS HOMENAGENS (23/01/2017)
 


A cidade de Chapecó prestou homenagens a seus filhos, neste final de semana. Todavia, a vida seguiu seus rumos e com intensidade compatível nos ofereceu um adversário atento e menos contemplativo que a própria "Sociedade".

Talvez envolvida pelo fator emocional reinante no estádio, a "Sociedade" deixou-se levar pela superficialidade e conteve-se na primeira parte do jogo. Coube à etapa complementar trazer à baila um time vibrante e fogoso. Enfim, algumas gratas surpresas aos espectadores, entre elas um tal de "Victor Santana", camisa "37", autor de um gol de quem promete e sabe ser diferenciado

Azar? Sorte! Quantos preparadores não gostariam de tal problema, principalmente quando da cartola extraímos algo que não esperávamos?

Entusiasmado com o início dos trabalhos? - perguntaria o leitor esmeraldino. Confiante! - responderia o colunista.

Porém o mundo gira e atentar-se aos obstáculos é dever de qualquer competidor favorito a algo.

Cuidado com os falsos elogios. Eles fomentam as críticas ácidas e contidas nas entrelinhas.

Cuidados com as entrevistas concedidas. Elas enfatizam o lado negativo das palavras e se esquecem das "figuras de linguagem".

Cuidado com as armadilhas dos bastidores políticos. Há mais homocentrismo do que palestrinos, em pleno "Allianz Parque".



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
 ACESSO RÁPIDO
 

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!