A AMÉRICA CONHECE A RESISTÊNCIA ALVIVERDE (10/03/2017)
 


Àqueles que lamentam por uma sorte maior em "San Miguel de Tucumán", eu peço lucidez. "Copa Libertadores" é competitividade ao extremo e nem sempre o melhor vence.

Através de um cabedal de dificuldades imprevisíveis, a "Sociedade" mostrou-se um time cascudo e apto à longevidade no maior torneio da "América do Sul".

Os veteranos ditaram subjetivamente o jogo. Ofereceram a bola ao adversário e este não soube arrebatar o resultado a seu favor. Excedendo às expectativas, Dracena e Zé Roberto foram destaques de um sistema defensivo que continua demonstrando predicados quando precisa sofrer.

 Mesmo que esporadicamente ainda assistimos Dudu brilhar e quase presentear o torcedor alviverde com três pontos mágicos. Porém, não se decide o campeonato em um jogo apenas.

Dentro de casa, frente aos bolivianos seremos audaciosos, não tenham dúvidas. Caberá ao torcedor comparecer ao "Allianz" e ajudar a bola a balançar as redes adversárias.

Menos cornetas e mais entendimento das circunstâncias.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
 ACESSO RÁPIDO
 

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!