PORCO LOUCO, MAS NECESSÁRIO ( 19/06/2017 )
 


Estratégia à parte, a vitória era imperativa.

Psicologicamente instável, à "Sociedade" restava apenas um único caminho: "Lutar! Aceitar o jogo franco a ser proposto pelo adversário e fazer uso da superioridade individual de seus valores.

Engraçado, mas desde os primeiros minutos de jogo senti que a hora da vitória chegara. Afinal, a fome de nossos jogadores voltara e os três pontos eram almejados com intensidade.

"Prass" era uma muralha intransponível; "Guerra" era o articulador que a muito furtaram de nossas fileiras; e "Roger"... bem, heresias à parte, hoje é ele e mais dez.

Aos outros restou o trabalho coadjuvante. Trabalhar como operários a serviço da virada, de corpo e alma - embora o "pequeno e grande Keno" tenha emplacado a rede baiana.

A "Sociedade" foi um time, com uma filosofia a ser defendida. Embora distantes do ideal, próximos do equilíbrio necessário. Melhor: "Sob as luzes da ribalta e na hora certa".

Falar em nove pontos, até dois dias atrás seria inconcebível. Hoje, nove pontos em três rodadas é algo perfeitamente plausível. Porém, como diria "Cuca": "Vamos no jogo a jogo".

Agora, só nos resta retomar o hábito costumeiro de nossos melhores momentos e comemorar.

"Garçom! ..."



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!