FOSSE OUTRA TORCIDA... (30/06/2017)
 


... e o fator emocional não levaria a "Sociedade" ao empate.

Pois é! Embora o cansaço do time alviverde não permitisse que o cérebro comandasse as pernas palestrinas, uma muralha de mais de "30.000" vozes tomou as rédeas do jogo e evitou uma derrota aparentemente indiscutível.

Poucos elencos conseguiriam tirar à fórceps uma diferença singular como a produzida pela noite de quarta-feira próxima passada, mas o "Meu Palmeiras, meu Palmeiras, meu Palmeiras..." é mais do que uma paródia de "Hino" consumido pelos corruptos da "terra dos caras pintadas".

Paulo de Tarso (5-67) explicaria de forma incidental a estratégia adotada pelo povo ao redor das quatro linhas: "Quando estou forte é quando estou fraco, quando estou franco é quando estou forte". E pasmem, aqueles que mal dizem todos as jornadas, a força da fé envolveu o time e por átimos não nos contemplou com uma conquista inesperada, mas que embora "a dureza do prélio, não tarda".

Prometo que não farei críticas ao calendário, mas que ele pune os melhores é absolutamente inequívoco. Neste país é proibido conviver entre os melhores.

Porém, não esmoreçamos. Extrair o máximo de cada um é o código genético essencial para alcançarmos o nosso fim.

Afinal, fosse outra torcida...



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
 ACESSO RÁPIDO
 

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!