EU, PAUL E AS COINCIDÊNCIAS ( 15/09/2017 )
 


"Einstein", dentro de sua sabedoria peculiar, um dia falou que "coincidência é a maneira [encontrada por] Deus para permanecer [em anonimato]". Estaria o Homem lá em cima preparando alguma surpresa? Este colunista acredita nesta possibilidade e o que permite à esperança crescer é a lembrança de 03/12/1993.

Nesta noite, inesquecível para mim, Paul McCartney apresentava-se no "Pacaembu", para um público superior a "40.000" espectadores. Este colunista estava presente e realizava um sonho de longa data.

Um dia depois, de maneira categórica vencíamos o "SP" - com direito a gol de placa do grande "Carlos César Sampaio Campos" e dávamos um passo gigantesco rumo ao título "Brasileiro".

De maneira inquestionável, duas semanas depois, a "SEP" confirmava a conquista, frente o Vitória (BA).

Mais de duas décadas depois, Paul McCartney retorna ao Brasil. Sua escolha pelo "Allianz Parque" é absolutamente lógica e o show imperdível contará, mais uma vez, com a minha presença.

A data de 15/10 reserva-nos a expectativa de mais um momento de magia, no palco e, talvez, dentro das quatro linhas.

Até lá, a "Sociedade" fará "5" jogos - "3" como mandante e "2" como visitante -. A sorte está lançada e quiçá o destino mudado.

Os fatos tem acontecido de maneira surpreendente e imponderável. Os conceitos caem terra abaixo e deixam claro que o fim está longe de ser contabilizado. 

Enfaticamente conclamo a coletividade alviverde a especular: Por que não, Palmeiras? 

Ninguém nada de braçada e o equilíbrio deixa de ser característica dos "favoritos". É hora de arriscar. 

Legada a segundo plano, a "Sociedade" pode e deve aproveitar os erros adversários e alcançar suas vitórias.

Contar com a queda do raio, duas vezes, no mesmo lugar? Até o fim.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!