ENTRE BRUXAS E PIRILAMPOS (29/11/2017)
 


Paz é o que pedimos e o que precisamos.

Inexistindo paz, a "Sociedade" jamais alcançará o "Olimpo" dos esportes competitivos - entre eles, o futebol -. Continuaremos assistindo a concorrência levantar títulos por intermédio do slogan "não pago ninguém" aliado aos erros cometidos pelo planejamento do clube de todos nós.

Contudo, a pergunta que não quer calar continua: Como alcançar a paz? Talvez "Buda" tenha a resposta: "A paz vem de dentro de si próprio, não a procures à tua volta".

Dentro da "Sociedade" seria a arte de falar o essencial e ouvir de forma filtrada. Dar menos crédito aos que planejam e conspiram contra os interesses coletivos. Separar o joio do trigo e banir de uma vez por todas os falsos jornalistas - aqueles que preferem fabricar a notícia e divulgá-la como verdade sensacionalista e absoluta, aproveitando-se do sangue latino de nossa coletividade.

Paz é saber a hora de chegar e de sair. Quantas vezes nos deparamos com tal dúvida e escolhemos o caminho equivocado? Aprendamos com a saída e com o retorno de "Cuca", que de positivo nos legou a tristeza de sua queda; com a permanência de "Zé Roberto" por mais uma temporada, que primou pela gentileza do torcedor, grato pelas temporadas de "2015" e "2016"; e com as escolhas dos amigos e parceiros de trabalho, para que no futuro o poder não se sinta solitário e a mercê de negociatas escusas - não é mesmo "Mauricio"?-.

Na verdade, paz é a bola balançando a rede, amigos; é "Dudu" "Keno"... um camisa "10" chegando... É a espinha dorsal mantida e o que nos falta provisionado.

Enfim, entre o que pedimos e precisamos, há o equilíbrio necessário para chegarmos do gigante ao colossal.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!