QUEM FALOU QUE A VIDA É JUSTA? (09/04/2018)
 


O que importa o que penso, se a imprensa já me condenou à lógica passional de torcedor?

Muito! - diria você que me ouve e permite que minhas ideias alcancem distâncias maiores que os ouvidos moucos dos digitadores de acontecimentos sinistros.

Insisto e persisto, mesmo assim. Azar deles e de suas ideologias cada vez mais tendenciosas, baseadas no lucro ilegal do troco errado do caixa de supermercado.

Cabe a alguém fazer a parte litigante. Denunciar os interesses duvidosos que habitam as jogadas sórdidas de bastidores.

Claro que perder faz parte do jogo e da vida. Mas para tudo há critérios plausíveis. Até para erros e acertos.

Eu não quero ganhar pelas mãos sujas da desonestidade. Mas da mesma forma não quero perder para este algoz.

Interessante! Não fizemos por merecer mais do que o nervosismo permitiu. Entretanto, o bastante para levantar a taça. Na verdade, ilustres palestinos, um gol moveria montanhas e ressucitaria gigantes.

Porém, embora o mundo não enxergue o trabalho competente destituído de titulos, o caminho trilhado está certo. Infeliz do homem que se deixa levar pela maledicências.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!