DEVEMOS ESSA AO MESTRE (24/09/2018)
 


Caros amigos, o "couro comeu" em "Pernambuco" e algumas bolas foram decididas por guerreiros com facas entre os dentes. Alguns lutavam pelo título e outros contra a luz da lanterna.

Mas que jogo difícil! Daqueles que tudo pode acontecer. Uma vitória categórica do melhor ou uma bola espirrada e um chute despretensioso, que põe tudo a perder.

Porém, "Mestre Scolari" estava do nosso lado - e essa "velha raposa" sabe bem como extrair de cada atleta o seu melhor desempenho -.

Nosso "Comandante Técnico" decidiu descansar o goleiro "Weverton" e "Jaílson" realizou a defesa do jogo. Entretanto, a maior conquista "Felipônica" está na redescoberta de "Luan" e na chegada de "Gustavo Gómez".

Não bastassem os exemplos citados acima, ele foi capaz de dominar a fera existente dentro de nosso "Pitbull" e confiar em "Deyverson", quanto todos queriam trocá-lo por meia dúzia de garrafas vazias.

Outros fatos merecem destaque e calam alguns absurdos vociferados por psicopatas que teimam desconsiderar predicados contidos na carreira vitoriosa de "Scolari", tais como substituir "Jean" por "Willian" e este decretar a sorte alviverde. Mas o "Mestre" não era um técnico velho e ultrapassado?

Assim vamos chegando e agradando. Claro que não a todos, logicamente, mas aos interessados, de fato e direito. Falo de nós mesmos.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!