O ADVERSÁRIO A SER VENCIDO: O VAR (01/04/2019)
 


Já me acostumei a ser ironizado. Seja pelos palmeirenses à espera do fracasso - depois de tanto tempo assistindo, ainda não entendo esse tipo de político travestido de torcedor - ou seja pelos adversários parodiando as atitudes tomadas pelo novo algoz alviverde, o "VAR".

Mas quem é este novo personagem do futebol, que de unanimidade tornou-se suspeito das atitudes tomadas?

Setembro de 2018, Copa do Brasil, Allianz Parque envolvido em batalha. Ao final do jogo, o zagueiro "Antonio Carlos" empata a partida. O árbitro escalado - "Wagner Reway" - assume a responsabilidade e anula o gol, ao alegar falta no goleiro. O "VAR" não é evocado ou considerado.

Março de 2019, Paulista, Morumbi. "Dudu", ao ser assistido por "Bruno Henrique" é derrubado dentro da área grande. Pênalti. Implacável, "Vinicius Furlan - árbitro do jogo -" marca. O "VAR - o novo 'Sergio Moro' do momento entra em cena e se sobrepõe ao juíz". É o fim da autonomia. Afinal, "Furlan" estava de frente para a jogada.

Diria o ilustre leitor: Cadê a uniformidade das atitudes? Sinceramente, eu vou além e acrescentaria: Virar a página é o próximo passo. Evoluir e buscar por novos instrumentos. Chegou a vez da "caixa preta". Acesso à conversa entre a arbitragem de campo e "Sergio Moro - desculpe-me, VAR".

Uma das exigências feitas pelo "Palmeiras", desde o início das conversas sobre "VAR" é o implemento da "caixa preta", mas parece que o desconforto chegaria ao seio dos bastidores.

Enquanto não evoluímos ou alguém inescrupuloso não inventa a roda, nos sujeitamos a criticar a economia técnica da "Sociedade" ou esperamos que os melhores façam a tarefa de casa.

Porém, pois a travessia dos competitivos é árdua, a batalha de "Nuevo Gasometro" aguarda-nos como terapia e não nos será uma simples contenda.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!