...O MEU PALMEIRAS NÃO PRECISA... DE CORPORATIVISMO (06/05/2019)
 


Após a análise fria dos números é inevitável admitir que o valor proposto pela "emissora" é "dinheiro de pinga".

Basta meditar e você chegará ao denominador comum. Receber "R$ 70M" pelo "ppv" parece uma quantia considerável, mas distante dos "R$ 120M" pagos ao "CRF".

Utilizando-se da matemática pura chegamos a "R$ 50M" de diferença, e confesso que muito podemos com tal montante.

Talvez, como primeira providência a ser tomada seria restabelecer a ética no futebol.

Não me parece sensato atribuir escalas financeiras distintas. É o mesmo que dizer que você jamais crescerá e morrerá como nasceu - embora a "SEP" tenha morrido líder e renascido campeã.

Ninguém é hipócrita o bastante a ponto de negar conhecimento do tamanho das torcidas dos clubes que perceberam um montante superior ao oferecido à "SEP". Porém, a analogia para por aí e torna-se acinte e ofensa à história palestrina.

Enquanto a batalha continua ao redor das mesas de negociações, o time alviverde continua lutando por manter a ideologia acesa e vencer, ilustres palestrinos, não poderia ser diferente, é absolutamente imperativo.

Neste final de semana derrotamos um dos melhores times em atividade no futebol brasileiro e embora apresentando um futebol conceitualmente reativo, não sofremos perigo algum. Pois é, duas bolas chegaram ao gol de "Weverton" - ambas no primeiro tempo - e afora isso, a defesa que ninguém passa emergiu das incertezas dos céticos.

Agora estamos assim, para lamento dos homens que balançam seus metais. A "SEP" visitará o "CAM" e ao que tudo indica colocará em disputa uma pseudo liderança.

Assim sendo e ecoando o cântico deflagrado no "Allianz Parque": "...O meu Palmeiras não precisa de você - mais do que você, ele não precisa de corporativismo".



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!