O SUBPRODUTO INDESEJÁVEL (04/02/2013)
 
Olá Palestrino,

Você continua impaciente e incomodado, esperando por tempos mais promissores à S. E. PALMEIRAS.

Tudo isso poderia ter sido evitado se em 1977 o PALMEIRAS não virasse refém do medo de inovar.

Tudo isso poderia ter ser evitado se no já distante ano 2000, o Sr. Mustafá Contursi não optasse pelo término precipitado da parceria PALMEIRAS / Parmalat, sem qualquer critério que assegurasse a sua substituição por outra parceria de mesmo potencial.



E não vale como desculpa a falência da então prometida parceria com a ISL, pois havia outras melhores e mais idôneas.

Tudo isso poderia ter ser evitado se o ex-presidente tivesse utilizado a infraestrutura deixada por aquela que foi a maior parceria do futebol brasileiro (até hoje) para implementá-la no Departamento de Futebol, desde as categorias de base até o profissional.

Essa decisão colérica, com critérios ultrapassados fez com que o PALMEIRAS retrocedesse 20 anos e a consequência imediata foi o rebaixamento para a Série B em 2002.

Após a primeira e gestão nebulosa do Sr. Afonso Della Monia, sua segunda gestão (2007/2008), vendeu uma equivocada impressão que tempos de modernidade batiam à porta seguida da gestão Belluzzo (2009/2010), que por mais bem intencionada que tenha sido, foi marcada por um grande insucesso e infelicidade.

Por fim, a gestão Arnaldo Tirone (2011/2012), ao velho estilo “Mustafá Contursi” deu continuidade ao show de horrores, trapalhadas internas, declarações absurdas, falta de autoridade e ousadia, que novamente decretou o retorno da S. E. PALMEIRAS à Série B num intervalo de apenas 10 anos.

Esses rebaixamentos mancharam a marca PALMEIRAS para a felicidade de todos nos nossos grandes rivais.

O PALMEIRAS perdeu o rumo das grandes conquistas para a tristeza de uma TORCIDA com mais de 16 milhões de adeptos.

Nenhum PALMEIRENSE merecia ter se submetido à torturante rotina de humilhações, vexames e gafes.



O indesejável subproduto daquelas gestões ainda está presente nos dias atuais, a prova cabal mais recente foi a pífia atuação diante do fraco XV de Novembro de Piracicaba, ontem – 03/02/2013.

A grande missão do presidente Paulo Nobre e do diretor executivo José Carlos Brunoro é colocar um ponto final nesse subproduto indigesto.

Isso porque ambos parecem não possuir a menor vocação de serem bananas ou amadores.



Se eles têm LUZ PRÓPRIA, como já ficou demonstrado, a esperança ALVIVERDE é o reencontro com os melhores dias, que nunca deveriam ter sido retirados de forma tão ardilosa do EGO PALESTRINO.

O PALMEIRAS precisa passar por um processo de “desmustafização”, cujo subproduto cheira ao fétido bolor da lama do atraso. 

Ao invés dele é esperado o produto identificado com a EFICIÊNCIA e EFICÁCIA.

Ao TORCEDOR cabe ser corresponsável aos projetos desses dois profissionais, cujo conteúdo em pauta tem por meta recolocar o PALMEIRAS no lugar onde ele merece estar e não aonde se encontra.



Essa corresponsabilidade deverá ser decisiva para a recuperação do respeito que sempre existiu em todo o Mundo (ou em grande parte dele), quando o assunto é S. E. PALMEIRAS.

Fui.

Saudações Alviverdes!
Djalma Verdão[]


NOTA:
Todos têm o PLENO DIREITO de DISCORDAR INTEGRALMENTE dos textos desta coluna, mas NENHUM DIREITO em postar mensagens agressivas, provocativas e/ou com expressões de baixo calão, usar nomes falsos, identidades e e-mails de terceiros e/ou inexistentes (CRIME DE FALSA IDENTIDADE), preconceito social, homofobia, racismo, que ALÉM DE RASTREADAS, serão IDENTIFICADAS e DELETADAS pela Administração do Site PALMEIRAS TODO DIA.

comments powered by Disqus
 ACESSO RÁPIDO
 

 

 
 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!