LENDA DE UMA AVE DE RAPINA (17/01/2014)
 


Longeva por natureza, a águia por volta da terceira década de vida encontra sua vertiginosa decadência. Asas envelhecidas e pesadas, bico alongado e pontiagudo e unhas compridas e flexíveis dificultam a captura de suas presas em pleno voo. Contudo, ela nasceu para escolher o seu destino. 

Deixar-se morrer ou enfrentar mudanças doloridas? Corajosamente escolher pelo renascimento e realizá-lo durante um cerimonial de aproximadamente seis meses.

Por intermédio da reserva de suas forças, a águia cumpre um último sacrifício - voar rumo ao alto da montanha e próxima ao penhasco construir um ninho, para lá ficar. Entretanto, seu retorno ao seio de sua espécie somente será factível através de um segundo voo rasante. Para que isso aconteça é imperativo algumas transformações radiciais.

Pragmática e intensa, a águia assume o hábito diário de bater seu bico à rocha até arrancá-lo, permitindo que outro nasça no lugar.

Bico renovado, é hora de  utilizá-lo para trocar as unhas.

Às custas de suas garras joviais, a águia impõe a queda das penas de suas asas envelhecidas e pesadas. Surge assim um novo personagem, livre do passado, em busca da conquista do horizonte. 

Torcedor alviverde, quantos Palmeiras precisamos ver subindo a montanha, para que acreditemos que é chegado o momento da mudança pontual?

Renovados no espírito, respiramos ares de um ambiente agradável e propício a incursões arrojadas. A águia reside dentro de nós e pede espaço. Voar é algo inevitável; algo crível.

Por que ziguezaguear no céu azul, de forma insana? Não seria melhor prestigiar um trabalho limítrofe ao ideal?

Lembremos! A torcida uniformizada, tantas vezes criticada, escolheu acolher a "causa do centenário"

E você?

O amanhã começa neste final de semana.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História.... Amizades ... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira e poesia perdidas.

Visite o nosso espaço eletrônico, "À LUZ DA CATEDRAL" -
www.catedraldeluz.blogspot.com


comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!