FALTOU UM ALGO MAIS (25/07/2016)
 


O nosso adversário não era ruim e jogou sua melhor partida neste "Nacional". Marcelo orientou o time à base de combatividade e contra-ataque. A tática "de uma bola" deu certo. Deu sorte. Deu esperança a muitos e sinalizou cuidado ao "Alviverde".

Entretanto, a "Sociedade" facilitou as coisas e deixou de lado aquela intensidade que lhe é peculiar. Nosso "punch" carecia de uma pegada mais contundente e aquele agudo nosso de cada jogo repousou neste final de semana.

Desconfiado? Compreendo. Todavia, certas derrotas servem para devolver-nos a lucidez. Temos um time competitivo, mas não imbatível. Reinventar-se a cada rodada levou-nos o brilho inspirador, claramente motivado por desfalques pontuais.

Tchê Tchê é o ritmo, mas Moisés é o bom senso e o cérebro do time. A sua ausência nos faz falta. Seu retorno no próximo episódio se faz necessário. Mais que Prass e Gabriel, Moisés é a bola de segurança.

Calma, torcedor. Um time como a "Sociedade" não joga dois jogos abaixo da média. Daremos a volta por cima.



***

Voltaremos na quarta-feira, 27/07/16.

***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.


comments powered by Disqus
 ACESSO RÁPIDO
 

 

 
 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!