A VERDADE NAS MÃOS DOS MENTIROSOS (27/07/2016)
 


Chega a ser absurda a forma como certos "cronistas esportivos" tecem comentários sobre os inúmeros assuntos em pauta e demonstram sua falta de conhecimento sobre os mesmos.

Mais uma vez vamos corrigi-los e não precisaríamos, "ilustres periodistas". Malditos sejam aqueles que cometem o pecado da mentira ou distorcem os fatos.

Paulo Nobre é chamado pela imprensa de "Mecenas Palestrino". Homem do dinheiro que impõe novos rumos aos cofres alviverdes. Embora virtuoso, aquele que coloca o clube debruçado aos seus pés.

Paulo Nobre "está" Presidente da "Sociedade" e não é proprietário da mesma. Injetando somas financeiras do próprio bolso, com ciência e aquiescência do "COF", ele evita que o clube tome dinheiro do mercado e pratique juros abusivos. Em contrapartida, ele garante o retorno aos seus cofres do empréstimo concedido, de uma forma humana e confortável para ambas as partes.

Onde está o crime cometido? Quem falou na venda de Gabriel (33) como fator de cobrança da dívida? Ao contrário, de maneira heroica e não percebida pela "galera", Paulo Nobre e seus pares digladiam lutas diárias contra empresários que tentam vender nossos principais jogadores aos clubes do mercado estrangeiro. Acreditem, mantê-los no elenco não foi, não é e nunca será uma tarefa tranquila, mas que até agora possibilita-nos pensar em final feliz.

Escolhemos privilegiar o elenco montado, ao invés de contratar novos valores. Pergunto: Isto não é o mesmo que reforçá-lo?



***

Voltaremos na sexta-feira, 29/07/16.

***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.


comments powered by Disqus
 ACESSO RÁPIDO
 

 

 
 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!