DISTANTE DOS CRONISTAS E PERTO DOS CORAÇÕES ( 19/09/2016 )
 


Basta assistir a TV e perceber o tratamento diferenciado. Somos a criatura disforme e não gozamos de parabenizações quaisquer.

Atributos como sorte e acaso nos caracterizam ou a sorte acompanha aqueles que labutam e o acaso presenteia aqueles que aproveitam as chances?

Arremesso lateral à área adversária é um sinônimo da falta de recursos técnicos ou é mais uma alternativa entre tantas outras utilizadas por quem bem sabe de suas forças?

É bom lembrar aos exigentes que preferimos a imagem de competitivos ao slogan de artistas da bola - o que não nos torna menos preciosos do que o adversário carioca. Avaliamos bem o custo do insucesso e não vamos oferecê-lo às primeiras "trinta moedas".

Como criticar um time que ganhou "3" de suas últimas "4" partidas fora de casa e não sofreu gol algum?

Como criticar um time que não perde a "9" jogos?

Como criticar um time com o maior e o menor número de vitórias e derrotas?

Como criticar um time com o melhor ataque?

Pergunte aos cronistas insensatos e seus olhos abertos apenas aos erros. Virtudes? Não existem! Entretanto, como explicar a liderança?

Pergunte ao rival e ele responderá.



***

Voltaremos na quarta-feira, 21/09/16.

***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.


comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!