AQUELA HISTÓRIA, DE REPENTE ( 21/11/2016 )
 


Inspirada pelo sol de domingo, a "Sociedade" entrou em campo pensando em final feliz.

Sabendo que o jogo não seria decidido em quinze minutos, o time alviverde fez a bola correr de lá para cá e vice-versa.

Afora o ferrolho defensivo montado pelo inimigo, o gramado conspirava contra a melhor técnica esmeraldina. "Axl Rose", até quando o "pseudo parceiro" jogará contra os interesses institucionais? Embora a torcida marcasse presença e fizesse diferença, o tempo corria e não encontrávamos o caminho da vitória. Paciência e persistência eram as alternativas e com elas iríamos até o fim.

Sabe-se lá o custo de tamanha alegria, mas ela chegou e não avisou. Repentinamente surgiu. "Dudu" lançou "Gabriel" e recebeu de volta. Simplesmente a cabeçada decretou o término do martírio.

Sonhar já não era o melhor da história. A realidade tomara conta dos sentimentos da torcida.

Desculpem pela falta de modéstia, ilustres adversários, mas nós queremos a parte que nos cabe neste latifúndio. Mesmo que extraoficialmente... fim de jogo.





"Galope Peregrino" acompanha e guarda vigília até a vitória final.

***

Voltaremos na quarta-feira, 23/11/16.

***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.


comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!